sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O "jeitinho" japonês.

Nessa onda de escrever sobre a malandragem. Vai aqui um post pra vermos que não é só o brasileiro que tem o seu "jeitinho":


O Japão é conhecido entre outras coisas, por por sua economia, seus trens super lotados, videogames e uma população que gosta de passar dos cem anos.

A expectativa de vida no país passa dos 80. Porém, algo começou a intrigar as autoridades:

Onde estão nossos velhinhos?

Essa dúvida surgiu depois que o governo japonês encontrou restos mumificados de um ancião que, caso vivo, teria 111 anos. Sendo o mais velho de Tóquio.

A família do velhinho mumificou seus restos de acordo com o ritual japonês, e, por 30 anos, escondeu sua morte. Conseguindo assim continuar recebendo valores de aposentadoria e outros benefícios.

O governo saiu à caça dos velhinhos, e constatou que centenas deles estão "desaparecidos".


Na caçada, outro caso:

Um cidadão escondia os restos da mãe numa mala desde 2001, continuando a receber sua aposentadoria e a ajuda financeira que o Japão dá aos centenários.


Quem foi que disse que malandragem é coisa nossa?

3 comentários:

  1. da hora! quem sabe a expectativa de vida dos jponeses não são tão alta assim kkk

    ResponderExcluir
  2. huaha
    Japa ligeiro! Por essa sinceramente eu não esperava.

    ResponderExcluir